Ratos são intrusos que podem causar doenças sérias!

Protagonistas de filmes e desenhos infantis, esses animaizinhos na vida real causam tanta repulsa quanto as baratas. Os ratos urbanos vivem pelos telhados, ruas e esgotos, podendo transmitir direta e indiretamente doenças sérias aos seres humanos. São cerca de 2.000 espécies espalhadas pelo mundo. No Brasil, apesar de não terem sido feitos estudos científicos que comprovem sua abundância,   acredita-se que existam  cerca de 150 milhões destes roedores urbanos. Diferenciam-se de outras pragas urbanas como cupins e carrapatos por serem mamíferos, terem tamanho maior, e consequentemente, maior quantidade de bactérias e vírus.

As espécies urbanas podem ser classificadas de modo geral em residentes e não-residentes. As espécies residentes são o camundongo (que habita o interior das edificações e faz ninhos em armários, fogões, geladeiras e até máquinas de lavar roupa, alimentando-se de frutas e alimentos armazenados) e o rato preto, encontrado nos forros das casas, na parte oca de árvores ou em sótãos. A espécie não-residente é a ratazana, ótima nadadora que habita os esgotos ou faz tocas e túneis subterrâneos em terrenos baldios e nas encostas de córregos a céu aberto.

Estes roedores se reproduzem até nove vezes ao ano, tendo de 5 a 14 filhotes por ninhada. Segundo estatísticas da Organização Mundial de Saúde, já foram contabilizadas mais de 200 doenças transmitidas pelos ratos. Entre as mais conhecidas estão a leptospirose, o tifo, a peste bubônica, a febre hemorrágica e a nefrite epidêmica, além de sarna e micoses.

Sinais de infestações de roedores

Por serem animais de hábito noturno, que saem preferencialmente à noite para se alimentar, são pouco vistos. Quando existe uma infestação de ratos, são os sinais, como a presença de fezes, alimentos muito roídos e até mesmo mudanças de hábitos dos cachorros, que ficam muito agitados à noite, que  denunciam a presença dos roedores no ambiente.

A limpeza do ambiente e o correto manejo do lixo doméstico ajudam a evitar a presença desses animais.

Soluções para casos crônicos

Para combatê-los corretamente é importante contratar serviços especializados em desratização, como os da Uniprag, e conhecer as orientações dos especialistas. Os raticidas encontrados em supermercados demoram alguns dias para eliminar os ratos e não despertam a desconfiança no grupo. Contudo, é importante salientar que o uso indevido desses materiais pode causar danos a saúde das pessoas que compartilham do ambiente onde foi aplicado.

Na maioria das vezes, os produtos comprados nos supermercados não têm a eficácia desejada quando se trata de um grande número de ratos invadindo sua residência, pois a escolha das iscas a serem aplicadas, sua localização e quantidade exige conhecimento especializado.  A consulta e o trabalho de profissionais especializados nestes casos possibilitam o extermínio seguro e eficaz das infestações por ratos.