Combate às traças deve ser feito o ano todo

As traças são consideradas como uma importante praga urbana, pois infestam de livros a estofados, passando pelos alimentos e outros. Há traças que são pragas em lavouras e causam grandes prejuízos à agricultura, além das espécies que comem a cera produzida pelas abelhas nos favos e causam danos aos apicultores. Mas vamos falar aqui, entretanto, especificamente das espécies urbanas: as traças dos livros (ou prateadas), as traças das roupas e as de produtos armazenados. É importante estar atento para controlar sua incidência e evitar infestações severas, num combate que pode ser feito ao longo do ano.

– Traças dos livros

 

As traças dos livros não têm asas, são de tamanho pequeno a médio (0,85 a 1,3 cm) e têm corpo alongado de cor cinza prateada, geralmente achatado. Rápidas, escondem-se com facilidade em frestas, armários, caixas e rodapés. Têm hábitos noturnos e preferem os ambientes úmidos e escuros para viver.

Os ovos eclodem em cerca de 10 a 60 dias. As formas jovens passam por mudas consecutivas e levam em média 2 a 3 meses até chegar à fase adulta. Adultas, podem viver por mais de quatro anos.

Nas casas, alimentam-se de diversos produtos roupas, lençóis, tecidos e farináceos em geral, além de papel, papel de parede, capas de papelão e miolo de livros, entre muitos outros. Em estabelecimentos comerciais como museus, supermercados e hotéis, as traças devem ser monitoradas para evitar infestações graves que causem danos significativos.

– Traças das roupas

As traças das roupas são, na verdade, pequenas mariposas. Dos ovos nascem as lagartas (fase jovem), bem diferentes da mariposa em que se transformam na fase adulta. As lagartas de algumas espécies tecem uma espécie de estojo achatado e elíptico para se protegerem. Dentro dele elas vão se desenvolvendo, alimentando-se de roupas de lã, tapetes, estofamentos. Essas são as traças que às vezes enxergamos quando estão se movendo em paredes ou dentro dos armários. Depois de um tempo, a lagarta vira pupa e logo depois se transforma em mariposa, com asas e capacidade reprodutiva.

– Traças de produtos armazenados

 

Farinhas e seus derivados, grãos, cereais, chocolates, frutos secos e outros produtos armazenados atraem grande número de pragas, entre elas as traças, que se destacam por se desenvolverem nos alimentos. Além de destruí-los, elas os contaminam com suas fezes e pedaços do corpo. As lagartas também podem deixar rastros da passagem pelos alimentos: a secreção de fios de seda que são parecidos com teias e ajudam na locomoção.

Seu ciclo biológico varia dependendo de fatores como espécie, temperatura, umidade e alimento, entre outros. Um tempo depois da pupação, a mariposa adulta emerge, se acasala e coloca seus ovos – infestando novos alimentos ou reinfestando aqueles em que já estava.

A importância de prevenir e controlar

A prevenção e o controle de traças dependem de monitoramento constante. É importante detectar os primeiros indícios da infestação, quando é mais fácil controlar. E esse monitoramento deve se dar o ano inteiro.

Para evitar as traças dos livros e das roupas, a limpeza e o arejamento são fundamentais: deve-se evitar o acúmulo de papeis velhos e os pontos de umidade, manter jornais, revistas e mesmo os livros em lugares limpos e arejados e inspecionar de tempos em tempos os armários, guarda-roupas, tapetes, cortinados e outros locais mais suscetíveis. Rodapés, frestas no assoalho e tapetes, por exemplo, devem ser mantidos limpos com o uso de aspirador de pó.

Para eliminar as traças, é essencial a contratação de uma empresa especializada, como a Uniprag, que poderá fazer a verificação e o controle da presença dessas pragas. No caso de infestação, a equipe estará apta a avaliar a espécie infestante e proceder à eliminação seja em uma residência, seja em um estabelecimento comercial, com um trabalho seguro e de qualidade.